USO DE NARRATIVAS NA CONSTRUÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA DOS MESTRANDOS DO FORMEP/PUC-SP

  • Adriana Teixeira Reis Faculdades Integradas Campos Salles
  • Elvira Godinho Aranha Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP
  • Marli André Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP
Palavras-chave: Narrativas de si. Mestrado profissional. Projeto de pesquisa. Tutoria.

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de apresentar o uso das narrativas de si, na perspectiva dos memoriais de formação e dos ateliês biográficos, por estudantes do Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores (Formep), da PUC-SP, nas atividades de tutoria. Nas narrativas de suas trajetórias profissionais, os mestrandos identificam situações significativas que ajudam a definir o tema e a elaboração de seus projetos de pesquisa. Esse processo ocorre nas atividades de tutoria, em que os mestrandos são acompanhados por doutorandos, pós-doutorandos e doutores, que tem o papel de tutores. A dinâmica de funcionamento da tutoria é organizada em torno da comanda “Meu tema e eu”, que resulta na produção de textos individuais que são discutidos com os pares e comentados pelos tutores, nos oito encontros quinzenais, realizados durante o primeiro semestre do curso. Ao longo do semestre os mestrandos produzem em média de 4 a 5 versões do texto narrativo, culminando na formulação do problema que eles desenvolverão no seu trabalho final de curso. Essa atividade tem sido objeto de investigação e de reflexão pelos tutores e por docentes do Programa. Neste texto são apresentados dados extraídos de depoimentos escritos, entrevistas e grupos de discussão, em que os mestrandos avaliam essa atividade destacando como pontos positivos a aprendizagem em colaboração com os tutores, o conhecimento de si e a oportunidade de desenvolvimento da escrita acadêmica.

Biografia do Autor

Adriana Teixeira Reis, Faculdades Integradas Campos Salles
Doutora em Educação: Psicologia da Educação, pela PUC-SP. Professora de Pós-Graduação das Faculdades Integradas Campos Salles. Pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento Profissional Docente – CNPq.
Elvira Godinho Aranha, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP
Pós-Doutoranda em Educação: Psicologia da Educação. Pesquisadora Grupo CNPq: Atividade docente e Subjetividade: aspectos indissociáveis da formação do professor, coordenado pela Profª Drª Wanda Maria Junqueira de Aguiar.
Marli André, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP
Doutora em Psicologia da Educação pela University of Illinois, em Urbana-Champaign (USA). Vice-coordenadora e professora do Mestrado Profissional em Educação: Formação de Formadores da PUC-SP. Professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Psicologia da Educação da PUC-SP. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre o Desenvolvimento Profissional Docente – CNPq.

Referências

ANDRÉ, M.; PRINCIPE, L. (2017). O lugar da pesquisa no Mestrado Profissional em Educação. Educar em Revista, (63), 103-117, 2017.

ANDRÉ, M. E. D. A. Mestrado profissional e mestrado acadêmico: aproximações e diferenças. Revista Diálogo Educacional (PUCPR. IMPRESSO), v. 17, p. 823-841, 2017.

ANDRÉ, M. A formação do pesquisador da prática pedagógica. Plurais Revista Multidisciplinar, v. 1, p. 01-12, 2016a.

ANDRÉ et al. Tutoria acadêmica no Mestrado Profissional: um aprendizado compartilhado. Revista da FAEEBA – Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 5, n. 47, p. 37-50, set.dez, 2016. http://www.uneb.br/revistadafaeeba/files/2011/05/RevistaFAEEBA_n47-1.pdf. Acesso em 25 maio 2018.

DELORY-MOMBERGER, C. Formação e socializaçãoo: os ateliês biográficos de projeto. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 359-371, maio/ago., 2006.

JOSSO, M-C. Histórias de vida e projeto: a história de vida como projeto e as “histórias de vida” a serviço de projetos. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 11-23, jul./dez. 1999.

KULNIG, R. de C. M.; REIS, A. T.; SANTOS, L. N. Da experiência de tutoria à aprendizagem de orientação. In: EDUCERE - CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 12., 2015, Curitiba. ANAIS… Curitiba: PUCPR, 2015, p. 40913-40920.

PASSEGGI, M. da C. Narrativas autobiográficas: solidariedade e ética em educação. Rizoma Freireano, n. 11, 2011a. Disponível em http://www.rizoma-freireano.org/narrativas-autobiograficas-solidariedade-e-etica-em-educacao-maria-da-conceicao-passeggi. Acesso em 25 maio 2018.

______. A experiência em formação. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 147-156, maio/ago. 2011b.

PRÍNCEPE, L.; PEREIRA, R.; ARANHA, E. G. Contribuições de uma prártica de tutoria acadêmica: significações de alunos e tutores de um curso de Mestrado Profissional em Educação. In: EDUCERE - CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 12., 2015, Curitiba. ANAIS… Curitiba: PUCPR, 2015, p. 282-303.

REIS, A. T.; SIGALLA, L.; PENTEADO, M. E. L. Sobre as origens do Mestrado Profissional em Educação – Formação de Formadores (Formep) da PUCSP: tecendo memórias… In: EDUCERE - CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 12, 2015, Curitiba. ANAIS… Curitiba: PUCPR, 2015, p. 7058-7071.

SIGALLA, L. REIS, A. T.; PENTEADO, M. E. Elementos constitutivos de um Mestrado Profissional em Educação. In: REUNIÃO REGIONAL SUDESTE DA ANPED, 12, 2016, Vitória. ANAIS...Vitória: UFES, 2016, p. 342-361.

SIGALLA, L. Tutoria acadêmica entre pares na Pós-Graduação stricto sensu: contribuições desse espaço coletivo-colaborativo de trabalho e formação. A experiência do Formep na PUCSP. 251f. 2018. TESE. (Doutorado em Educação: Psicologia da Educação), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

SOUZA, E. C.; MEIRELES, M. M. Viver, narrar e formar: diálogos sobbre pesquisa narrativa. In: NAKAYAMA, B. C. M.; PASSOS, L. F. (orgs.) Narrativas, pesquisa e formação de professores: dimensões epistemológicas, metodológicas e práticas. Curitiba, CRV Editora, 2018.

VIGOTSKI, L. (1925) A consciência como problema da psicologia do comportamento. In: Teoria e Método em Psicologia. São Paulo: Martins Fontes, 2004, p. 55-85.

WERTSCH, J. V. Mediation. In: DANIELS, H.; COLE, M.; WERTSCH, J. V. The Cambridge Companion to Vygotsky. Cambridge: Cambridge University Press, 2007, p. 178-192. WERTSCH, J. V.; SMOLKA, A. L. B. (1993) Continuando o diálogo: Vygotsky, Bakhtin e Lotman. In: DANIELS, H. (org.) Vygotsky em Foco: Pressupostos e desdobramentos. Campinas, SP: Papirus, 1999, p. 121-150.

Publicado
2019-09-01