OS FANZINES DA BAIXADA FLUMINENSE NO ENSINO DE GEOGRAFIA COMO RECURSO DIDÁTICO: NARRATIVAS E GRAFIAS DOS BAIRROS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.32813/2179-1120.2020.v13.n1.a587

Palavras-chave:

ensino de geografia, Rebio Tinguá, Cartografia Social

Resumo

A pesquisa contextualiza novas práticas docentes no ensino de geografia, realizadas a partir de experiências vividas por meio de oficinas ofertadas durante a formação de profissionais que vão trabalhar com o ensino de geografia na escola básica, especialmente com alunos dos cursos de licenciatura em Geografia e em Pedagogia da UFRRJ. O objetivo principal da pesquisa é analisar como os alunos de graduação em Geografia e Pedagogia utilizaram as diferentes linguagens gráficas para organizar seus fanzines no ensino de geografia. A metodologia é qualitativa e embasa-se na leitura específica e na realização de oficinas. A história dos bairros é contada pelos alunos que em sua maioria na Baixada Fluminense, permitindo a produção de um recurso didático ímpar e relevante para se trabalhar nas aulas de geografia na escola básica.

Biografia do Autor

Clézio Santos, UFRRJ

Prof. Adjunto IV de Geografia do Departamento de Educação e Sociedade do Instituto Multidisciplinar (IM) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); Coordenador do Mestrado em Geografia (PPGGEO/UFRRJ); Pesquisador FAPERJ - Jovem Cientista do Nosso Estado (JCE) e pesquisador CNPq - Universal Ciências Humanas e Sociais.

Referências

AZEVEDO, Patrícia B. Tornar-se Professor de História: narrativas dos alunos da graduação de história PARFOR/UFRRJ sobre as práticas de letramento. Anais. XXVIII Simpósio Nacional de História. Florianópolis, UFSC, 2015, pp. 1-10.

BARBOSA, Alexandre S. Fanzines na Escola Pública: Motivando Alunos em Aula de Escrita em LE. Fortaleza, Universidade Estadual do Ceará, 2007.

BRASIL. Conteúdos de Geografia: Critérios de Seleção e Organização; Geografia e Temas Transversais. In: BRASIL, Parâmetros Curriculares Nacionais: Terceiro e Quarto Ciclos do Ensino Fundamental – Geografia. Brasília, MEC, 1998.

FRANCO, Fábio P. Geografia e ensino: a elaboração de fanzines como possibilidade na construção do conhecimento. 2014. 271p. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituto de Geociências, Programa de Pós-Graduação em Geografia. Porto Alegre/RS, 2014. 271p. Disponibilizado no repositório digital Lume em

[http://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/108708/000949344.pdf?sequence=1]. Acesso em 11/10/2015 às 12h35min

____________________. Construindo Fanzines: reconhecendo os lugares dos alunos por meio da produção de textos e de imagens. 2010. Graduação (Bacharel em Geografia) – Pontifícia Universidade Católica (PUC), Porto Alegre/RS, 2010. 66p. Disponibilizado na Revista de Graduação da PUC/RS, vol. 4, nº1, 2011 em

[http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/graduacao/article/view/8688/6138]. Acesso em 11/10/2015.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 19ª ed. São Paulo, Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 50ª ed. São Paulo, Paz e Terra, 2011.

OLIVEIRA, Edina C de. Prefáceo. In. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. São Paulo, Paz e Terra, 1997, pp.10-13.

GUIMARÃES, Edgar. Fanzine. João Pessoa, Marca de Fantasia, 2005.

MAGALHÃES, Henrique. A nova onda dos fanzines. João Pessoa, Marca de Fantasia, 2004.

___________________. A Mutação Radical dos Fanzines. Anais. Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (INTERCOM). Belo Horizonte, set. 2003. Disponível em: <http://intercom.locaweb.com.br/papers/congresso2003/ nucleos_np16.shtml>. Acesso

em: 2 set. 2012.

MUNIZ, Celina (Org.). Fanzines: autoria, subjetividade e invenção de si. Fortaleza, UFC, 2010.

ORLANDI, Eni P. Análise de Discurso: Princípios e Procedimentos. 4ª. Ed. São Paulo, Pontes, 2002.

REVOREDO, Paula e ROQUE, Janaína P. A geografia e o fanzine contribuindo para a mudança da atual realidade de violência escolar. In GÓES, Rose M. F. (Org.) Educando para sensibilidade: combate à violência e o preconceito na escola. Presidente Prudente, Departamento de Educação - FCT/UNESP, 2009.

Disponibilizado em [http://www.unesp.br/prograd/ENNEP/Trabalhos %20em%20pdf%20-%20Encontro%20de%20Ensino/T17.pdf]. Acesso em 11/10/2018.

SANTOS, Clézio e SOUZA, Flávia da S. Os fanzines como recurso didático no ensino médio nas aulas de geografia. Anais. III Congresso Internacional de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento. Taubaté, UNITAU, 2014.

SANTOS, Dionys M. dos. O fanzine como recurso didático pedagógico no ensino de geografia.

Disponível:http://professorvirtual.org/site/wp-ontent/uploads/sites/2/2013/12/Fanzine-como-Recurso-Did%C3%A1tico-Pedag%C3%B3gico-no-Ensino-de-Geografia.pdf. Acessado em 12/02/2018.

SANTOS NETO, Elydio. O que são histórias em quadrinhos poético-filosóficas? Um olhar brasileiro. In Visualidades – Revista do Programa de Metrado em Cultura Visual da FAV/UFG. Vol.7, n.1, Jan./Jun. 2009 – Goiânia, UFG, 2009, pp.68-95.

SANTOS NETO, Elydio e SILVA, Marta R. P. Histórias em Quadrinhos e Práticas Educativas. São Paulo, Criativo, 2013. SOUSA NETO, Manoel F. de. Aula de Geografia e Algumas Crônicas. Campina Grande: Bagagem, 2008.

SOUZA, Flávia da S. Os fanzines no ensino médio de geografia na Baixada Fluminense: uma prática interdisciplinar. In SANTOS, Clézio (Org.) Diálogos e Práticas Disciplinares, Interdisciplinares e Transdisciplinares no Ensino de Geografia na Escola Básica. Nova Iguaçu, IM/UFRRJ, 20015, pp.93-102.

Publicado

2020-04-30