UM ESTUDO SOBRE AS AÇÕES DE GERENCIAMENTO DOS MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS FRENTE AOS DESAFIOS DA FORMALIZAÇÃO

  • Celso Augusto dos Santos Gomes Centro Universitário do Sul de Minas UNIS-MG.
  • Nilton dos Santos Portugal Centro Universitário do Sul de Minas UNIS-MG.
  • Jeferson Vinhas Ferreira Centro Universitário do Sul de Minas UNIS-MG.
  • Sabrina Soares da Silva Universidade Federal de Lavras
Palavras-chave: Microempreendedor Individual. Empreendedorismo. Gerenciamento.

Resumo

O presente trabalho descreve as ações e as formas de gerenciamento dos microempreendedores individuais em seus negócios e se justifica pela importância socioeconômica desta nova caracterização empresarial e pela projeção do crescimento de sua formalização, que retrata números e percentuais de relevante contribuição para o desenvolvimento do país. Com o objetivo de compreender os padrões de gerenciamento, o estudo se caracterizou como descritivo, de natureza quantitativa, optando-se pelo survey, com a aplicação de questionários estruturados em uma amostra de 391 empreendedores na microrregião de Varginha-MG. Pelos resultados foi possível evidenciar a existência de correlações positivas entre as variáveis escolaridade e as ações de gestão, as limitações nos padrões de gerenciamento destes empreendedores e, ainda, compreender suas prioridades, concentradas, principalmente, na satisfação momentânea do cliente e no controle financeiro do negócio.

Biografia do Autor

Celso Augusto dos Santos Gomes, Centro Universitário do Sul de Minas UNIS-MG.

Doutorado em Educação pela UNIMEP, mestrado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital pela PUC-SP, especialista em Docência em Educação a Distância no Centro Universitário do Sul de Minas (UNIS-MG), em Psicopedagogia Institucional (UCB), em Designer Instrucional para a EaD virtual pela Universidade Federal de Itajubá e em Tecnologia e EaD (UNIS-MG). Licenciatura em Música e Bacharelado em Música. Professor do UNIS-MG.

Nilton dos Santos Portugal, Centro Universitário do Sul de Minas UNIS-MG.
Administrador, especialista, mestre e doutor em Administração. Professor do UNIS-MG.
Jeferson Vinhas Ferreira, Centro Universitário do Sul de Minas UNIS-MG.
Doutorando em Administração de Empresas pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de SP) com período sanduíche na Leuphana University (Alemanha), Mestre em Administração de Empresas pela PUC-MG (Pontifícia Universidade Católica de MG) em parceria com a FDC (Fundação Dom Cabral), MBA em Gestão Empresarial pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Especialista em Controladoria e Finanças Empresariais pela UFLA (Universidade Federal de Lavras) e Administrador de Empresas pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).
Sabrina Soares da Silva, Universidade Federal de Lavras
Graduada, Mestre e Doutora em Administração pela Universidade Federal de Lavras (2005, 2007 e 2010), com estágio doutoral na Universidade de Wageningen, Holanda. Atualmente é professora adjunta no Departamento de Administração e Economia da Universidade Federal de Lavras.

Referências

ACS, Z. J. et al. Growth and entrepreneurship. Small Business Economics, Dordrecht, v. 39, n. 2, p. 289-300, Sept. 2012.

ASSAF NETO, A.; SILVA, C. A. T. Administração do capital de giro. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

BABBIE, E. Métodos de pesquisa de survey. Belo Horizonte: UFMG, 1999.

BARBERA, F.; HASSO, T. Do we need to use an accountant? The sales growth and survival benefits to family SMEs. Family Business Review, v. 26, n. 3, p. 271-292, sep. 2013.

BECCHETTI, L.; CASTELLI, A.; HASAN, I. Investment-cash flow sensitivities, credit rationing and financing constraints in small and medium-sized firms. Small Business Economics, v. 35, n. 4, p. 467-497, dec. 2010.

BORGES, C.; HASHIMOTO, M.; LIMONGI, R. To plan or not to plan? An analysis of the impact of planning on the disbanding or growth of Brazilian start-ups. Int. J. of Entrepreneurship and Small Business, v.18, N.3, p. 349 – 367, 2013.

BRASIL. Congresso Nacional. Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, n. 240, p. 1-9, 15 dez. 2006.

. Congresso Nacional. Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008. Altera a Lei Complementar nº123, de 14 de dezembro de 2006. Diário Oficial da União. Brasil-DF, 22 dez. 2008.

________. Previdência Social. Guia do empreendedor individual. Disponível em: <http://www.previdencia.gov.br/arquivos/office/3_110718-161510-655.pdf>. Acesso em: 21 jun. 2013.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA, R. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Prentice Hall, 2007.

DOLABELA, F. Oficina do empreendedor. Rio de Janeiro: Sextante, 2008a.

DOLABELA, F. O segredo de Luísa. Rio de Janeiro: Sextante, 2008b.

FERREIRA, L. F. F.; OLIVA, F. L.; SANTOS, S. A.; GRISI, C. C. H.; LIMA, A. C. Análise quantitativa sobre a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas da cidade de São Paulo. Gestão & Produção, v. 19, n. 4, p. 811-823, out./dez. 2012.

FILION, L. J. Empreendedorismo: empreendedores e proprietários-gerentes de pequenos negócios. Revista de Administração, São Paulo, v. 34, n. 2, p. 6-28, abr./jun. 1999.

GLOBAL ENTREPRENEURSHIP MONITOR. Empreendedorismo no Brasil: relatório nacional. Curitiba, 2003. Disponível em: <http://www.gemconsortium.org/download/1311898856232/BRASIL%20GEM%202003.pdf>. Acesso em: 23 jul. 2013.

. Empreendedorismo em Minas Gerais: 2012. Disponível em: <http://www.sebraemg.com.br/atendimento/bibliotecadigital/documento/Cartilha-Manual-ou-Livro/Pesquisa-GEM-2012#>. Acesso em: 25 jul. 2013.

HAIR JUNIOR, J. F. et al. Análise multivariada de dados. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2009.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cidades@: censo demográfico 2010. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: <http://cidades.ibge.gov.br/xtras/uf.php?lang=&coduf=31&search=minas-gerais>. Acesso em: 18 jul. 2013.

JUNG, C. F. Metodologia para pesquisa & desenvolvimento: aplicada a novas tecnologias, produtos e processos. Rio de Janeiro: Axcel Books, 2004.

LAS CASAS, A. L. Plano de marketing para micro e pequena empresa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

LEVIN, J. Estatística aplicada a ciências humanas. 2. ed. São Paulo: Harbra, 1987.

LÖBLER, M. L.; BOBSIN, D.; VISENTINI, M. S. Alinhamento entre o plano de negócio e o plano de tecnologia de informação das empresas: análise comparativa através dos níveis de maturidade e fatores críticos de sucesso. JISTEM J. Inf. Syst. Technol. Manag. (Online). v.5, n.1, p. 37-60, 2008.

MACHADO, H. V.; ESPINHA, P. G. Empreendedorismo e franchising: uma combinação que garante a sobrevivência? Rev. Adm. Mackenzie (Online), v.11, n.4, p. 131-153, ago. 2010.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 6. ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas: amostragens e técnicas de pesquisas: elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

NECK, H. M.; GREENE, P. G. Entrepreneurship education: known worlds and new frontiers. Journal of Small Business Management, Milwaukee, v. 49, n. 1, p. 55-70, Jan. 2011.

PIZZINATTO, N. K.; PIZZINATTO, N. K.; PIZZINATTO, A. K. A abrangência promocional na alavancagem de vendas e otimização dos resultados. In: III Encontro de Marketing da ANPAD, 2008, Curitiba. Anais... III EMA ANPAD, 2008.

PORTAL DO EMPREENDEDOR. Microempreendedor individual: estatísticas do MEI. Disponível em: <http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual/lista-dos-relatorios-estatisticos-do-mei>. Acesso em: 7 jan. 2014.

REIS NETO, J. F.; MUÑOZ-GALLEGO, P. A.; SOUZA, C. C. O relacionamento entre organicidade, turbulência, estratégias e desempenho da pequena empresa em um contexto periférico brasileiro. Revista ADMpg Gestão Estratégica. v. 3, n. 1, p. 111-121, 2010.

ROZZETT, K.; DEMO, G. Desenvolvimento e validação fatorial da Escala de Relacionamento com Clientes (ERC). Rev. Adm. Empresa. v.50, n. 4, p.383-395, dez. 2010.

SALGADO, J. Corpo miserável, espírito empreendedor: empreendedorismo, pobreza e desemprego no Brasil. Revista em Pauta, Rio de Janeiro, v. 10, n. 30, p. 129-147, 2012.

SALUSSE, M. A. Y.; ANDREASSI, T. O estado da arte do ensino do empreendedorismo: mapeamento e evolução. In: ENCONTRO DE ESTUDOS EM ESTRATÉGIA, 6., 2013, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves: ANPAD, 2013. 1 CD-ROM.

SARASVATHY, S. D.; VENKATARAMAN, S. Entreneurship as method: open questions for an entrepreneurial future. Entrepreneurship Theory and Practice, San Francisco, v. 35, n. 6, p. 113-135, Nov./Dec. 2011.

SCHUMPETER, J. A. Capitalism, socialism and democracy. New York: Harper and Row, 1950.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS - SEBRAE. Indicadores MPE. 2013. Disponível em: <http://www.agenciasebrae.com.br/indicadores/ mpe_indicadores.pdf> Acesso em: 27 jun 2013.

STEVENSON, W. J. Estatística aplicada à administração. São Paulo: Harbra, 2001.

THEÓPHILO, C. R.; MARTINS, G. A. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

VENKATARAMAN, S. et al. Reflections on the 2010 AMR decade award: whither the promise?: moving forward with entrepreneurship as a science of the artificial. Academy of Management Review, Mississippi, v. 37, n. 1, p. 21-33, Jan./Feb. 2012.

ZOUAIN, D. M. et al. Gestão de capital de giro: contribuição para as micro e pequenas empresas no Brasil. Rev. Adm. Pública [online], v. 45, n. 3, p. 863-884, jun. 2011.

Publicado
2017-10-24