EDUCAÇÃO INTEGRAL: GESTÃO E SUBJETIVIDADE

Palavras-chave: Educação. Políticas públicas. Jornada escolar ampliada. Subjetividade

Resumo

O objetivo da pesquisa foi o de investigar os sentidos e os significados acerca do Programa Mais Educação produzidos por coordenadoras a partir de suas experiências de gestão. Participaram da pesquisa sete coordenadoras do programa implantado em suas unidades escolares, em um município paulista no período 2011 - 2013. Um questionário com dados pessoais, acadêmicos e profissionais permitiu traçar um perfil do grupo e as respostas a questões específicas do tema abordado possibilitaram selecionar três delas para entrevistas individuais. Os pressupostos da psicologia histórico-cultural fundamentaram o processo construtivo-interpretativo da análise. As expressões destacadas dos conteúdos dos questionários e entrevistas, articuladas às condições contextuais deram origem a quatro núcleos de significação, dentre os quais se destacam: as experiências pessoais como base de suas práticas e da identificação com o ser educadora; a valoração assistencialista da educação; o desconhecimento das diretrizes de implantação do programa; a pouca articulação das ações desenvolvidas no programa com o currículo formal; o baixo nível de mobilização e envolvimento dos pais nas propostas. A despeito das dificuldades, as coordenadoras se mantêm na função e ressaltam o valor de coordenar o programa pelo vínculo afetivo com as crianças como principal gratificação.

Biografia do Autor

Marisa Irene Siqueira Castanho, Centro Universitário Fieo - UNIFIEO
Doutora em Psicologia Escolar e do Deenvolvimento Humano pelo IPUSP. Docente e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia Educacional do Centro Universitário Fieo - UNIFIEO
Silvana Gomes Mancini, Centro Universitário Fieo - Unifieo - Osasco - SP
Mestrado em Psicologia Educacional pelo Programa de Pós-Graduação stricto sensu do Centro Universitário Fieo – UniFIEO – Osasco – SP
Publicado
2016-07-01