Erosão dos solos e urbanização nos bairros da região nordeste de Guaratinguetá: um estudo de caso utilizando imagem Ikonos

Autores

  • Mauri Fernando Silva Centro Universitário Salesiano de São Paulo: Lorena
  • Fabio de Oliveira Sanches Universidade de Taubaté

DOI:

https://doi.org/10.32813/2179-1120.2010.v3.n1.a231

Resumo

Neste trabalho, procurou-se analisar o problema das feições erosivas existentes nos bairros da região nordeste da cidade de Guaratinguetá, sua relação com o processo de expansão urbana no local e os eventos relativos à deficiência de drenagem de áreas urbanizadas. Inicialmente, procurou-se destacar o problema dos processos erosivos e suas características. Foram abordados os aspectos facilitadores da ação da erosão e a sua relação com a degradação dos solos e do meio ambiente. No segundo momento analisou-se o fenômeno da ocupação e da expansão urbana e sua ligação com os processos erosivos. Foram verificadas as conseqüências da ocupação de áreas suscetíveis a tais processos e de que forma as ações intervenientes poderiam amenizar tais problemas. Como ferramenta de análise, utilizou-se um Sistema de Informação Geográfica (SPRING), no tocante ao mapeamento e quantificação dos eventos. Para elaboração de uma base cartográfica que satisfizesse a escala de análise, utilizou-se uma imagem Ikonos, da área urbana de Guaratinguetá, obtida no ano de 2000, disponibilizada pela Secretaria de Planejamento da Prefeitura Municipal. Dessa forma, verificou-se que a ocupação urbana corresponde a 75,6% do total da área estudada. Dos 24,4% de área remanescente, 27,7% apresentam problemas relativos a processos erosivos, encontrando-se erosões em todos os seus estágios de evolução. Com base nas informações obtidas da imagem Ikonos, foi possível verificar que aproximadamente 82,1% da área estudada apresenta problemas relativos a drenagem pluvial que estão diretamente ligados à forma de ocupação local e aos processos erosivos existentes na área.

Downloads

Publicado

2010-06-11