DE UM PONTO DE VISTA: COMO SE APRENDE OU NÃO GRAMÁTICA NA ESCOLA

  • Ricardo David Uneatlantico, Universidad Europea del Atlántico - Espanha
Palavras-chave: Palavras-Chave, Língua Portuguesa, Gramática, Aprendizado.

Resumo

Avaliando os desafios que a escola tem passado, ao ensinar a língua portuguesa aos alunos, de modo que eles saibam como usar as palavras de maneira adequada, e sejam capazes não apenas de interpretar textos, mas escrever com perfeição. Torna-se relevante pesquisar sobre até que ponto a gramática se torna um fator essencial de ser aprendido na escola. Existem muitos estudos que diferem em opiniões em relação ao assunto. Mas esse artigo tem como objetivo demonstrar que a própria escola passa por desafios na compreensão do que é prioritário ensinar e como transmitir aos alunos características da língua portuguesa que venham de encontro a uma escrita perfeita. Para realização desse assunto, utilizei-me de pesquisa bibliográfica, buscando em diferentes autores, informações que viessem de encontro ao objetivo desse estudo.

 

 

Biografia do Autor

Ricardo David, Uneatlantico, Universidad Europea del Atlántico - Espanha
Mestrando em Educação pela Uneatlantico, Universidad Europea del Atlántico - Espanha. Professor de língua portuguesa e inglesa para a educação infantil, ensino fundamental I e II.

Referências

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros curriculares nacionais: ensino médio. / Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Brasília: Ministério da Educação, 1999.

CANZIANI, Tatiana de Medeiros. O letramento no ensino de língua portuguesa: estratégias para a formação do cidadão. (2009)

KOCH, Ingedore Grunfeld Villaça. Desvendando os segredos do texto. São Pauo: Cortez, 2002.

LERNER, Délia. Ler e Escrever na escola: o real, o possível e o necessário. Porto Alegre: Artmed. 2002.

LUFT, P. C. Língua & Liberdade: por uma nova concepção da língua materna. 8. ed. São Paulo: Ática, 2003.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2005.

NEVES, Maria Helena de Moura. A gramática: história, teoria e análise, ensino. São Paulo: UNESP, 2002.

PERINI, Mário A. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática, 2005.

SANTOS, Janete. Letramento, variação linguística e ensino de português. Linguagem em (Dis)curso - LemD, Tubarão, v. 5, n.1, p. 119-134, jul./dez. 2004.

TFOUNI, Leda Verdiani. Letramento e alfabetização. São Paulo: Cortez, 2004.

WOERMANN, Minka. Interpreting Foucault: an evaluation of a Foucauldian critique of education. S. Afr. j. educ., Pretoria, v. 32, n. 1, 2012 .

Publicado
2016-07-01