Realeza, solidariedade nobiliárquica e imaginario cavaleiresco na idade média portuguesa (séc. XIII-XIV)

Autores

  • José D’Assunção Barros

DOI:

https://doi.org/10.32813/2179-1120.2009.v2.n1.a208

Resumo

Este artigo, remetendo à Idade Média portuguesa, visa discutir a partir dessas fontes específicas que são os “livros de linhagem”, uma das mais importantes questões do período: as relações entre Nobreza e Realeza. O problema específico que permitirá examinar essas relações é o da construção discursiva de um certo imaginário cavaleiresco que encontra sua projeção em algumas das narrativas incluídas nos livros de linhagens portugueses dos séculos XIII e XIV. A análise de narrativas específicas permitirá examinar as diversas questões envolvidas nas relações entre a realeza e a nobreza medieval.

Biografia do Autor

José D’Assunção Barros

Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense.Professor dos cursos de Graduação e Mestrado em História da Universidade Severino Sombra.

Downloads

Publicado

2009-07-01